19 de maio de 2018

San José Costa Rica: Celebração na Catedral dos 101 anos de Fátima


              La misa fue celebrada por el Obispo emérito de la Diócesis de Cartago y concelebró el encargado de negocios de la nunciatura, el prefecto de la Catedral y el P. Andy Rodríguez de los Heraldos.
              Es de destacar ademas de la asistencia, el ambiente de gracias que hubo durante toda la ceremonia, después de la misa hubo una procesión hasta la Iglesia de la Soledad.
Veja o VÍDEO  AQUI

18 de maio de 2018

Ponta Grossa: 101 anos de Fátima



                No último dia 13 de Maio os Arautos de Ponta Grossa, contando com grande número de Cooperadores, realizou uma cerimônia de homenagem à Virgem de Fátima, nos seus 101 anos da primeira aparição aos pastorinhos portugueses.
                Constou do evento a Consagração de um grande grupo de fiéis a Jesus pelas mãos de Maria, conforme o método de São Luiz Maria Grignion de Montfort.




Fátima comemorada pelos Arautos da Guatemala



           Com a presença de mais de duas mil e quinhentas pessoas, que utilizaram mais de 500 veículos de transporte para chegar ao local, as dependências da Academia dos Arautos do Evangelho da capital guatemalteca estiveram literalmente tomadas pelos  fiéis, que se deslocaram de diversas cidades para  homenagear a Virgem Mãe de Deus, neste 13 de Maio.
            O ponto alto do evento foi a Santa Missa celebrada pelo sacerdote arauto Pe. Alessandro Schurig, que estava de visita à Guatemala.
             A imagem do Imaculado Coração de Maria foi coroado solenemente pelo religioso e seguiu em cortejo, abençoando a todos os participantes, apinhados dentro e fora do recinto.

 (clique sobre as fotos)



17 de maio de 2018

Portugal: 13 de Maio comemorado pelos Arautos em Guimarães



          Os Arautos do Evangelho promoveram hoje na basílica de São Pedro, em pleno coração da cidade, uma cerimônia por ocasião da celebração do 101º aniversário das aparições de Nossa Senhora, em Fátima.
          Presidida pelo Pe. António Coluço, EP,  e concelebrada por vários sacerdotes arautos, o evento congregou centenas de fiéis, com destaque para a presença da Dra. Odete Lemos, Presidente da Junta de Freguesia de Candoso São Martinho, e o Dr. Luís Rufo, Provedor da Irmandade da Santa Cruz de Braga.
          A cerimónia teve como momento alto a entronização e solene coroação da Imagem Peregrina do Imaculado Coração de Maria, ato de consagração e louvor que reflete os sentimentos de milhões de católicos espalhados pelo mundo inteiro que, no dia de hoje, voltam as suas orações e pensamento para aquela que, há mais de um século, escolheu Portugal e três humildes pastorinhos para espalhar a sua celeste mensagem.




13 de Maio na catedral de São Domingos, América Central



          Localizada na zona colonial de Santo Domingo, a Catedral Primaz da América foi uma vez mais cenário de abençoada celebração dos Arautos do Evangelho em honra à Virgem de Fátima.
          Ao início da Santa Missa já não havia mais lugares livres no templo.  Vieram tantas pessoas, inclusive do interior do País, que os estacionamentos ficaram repletos e muitos tiveram que deixar seus veículos a grande distância.

         

           Presidiu a Eucaristia o Presidente da Conferência Episcopal Dominicana, Mons. Diomedes Espinal, Bispo titular da Diocese de Mao-Monte Cristi, quem atravessou a Ilha de norte a sul, expressamente para esta celebração na qual coroou a imagem de Nossa Senhora de Fátima. Concelebraram o Revmo. Pe. Juan Pablo Merizalde, encarregado local dos Arautos, bem como o pároco da Catedral, o Revmo. Pe. Nelson Clark


         Após esta celebração todos os participantes saíram fortalecidos em sua fé e muito agradecidos por poderem tomar parte em “tão magnífica celebração”, conforme suas próprias palavras.

Na catedral de Fortaleza homenagem à Mãe de todas as mães




          No 101º aniversário das Aparições em Fátima, os Arautos do Evangelho homenagearam a Mãe de Deus com coroação da Imagem de Maria Santíssima em Missa celebrada na Catedral de Fortaleza.
          O segundo domingo de cada mês marca a presença dos Arautos do Evangelho na Catedral Metropolitana de Fortaleza. Especialmente, neste dia 13, ocorreu a feliz coincidência de duas importantes comemorações festejadas pelos católicos do mundo inteiro.
          Os fiéis presentes à Missa de meio-dia entoaram com o Coral de Cooperadores dos Arautos o hino a Treze de Maio, acolhendo na procissão de entrada a Imagem Peregrina do Imaculado Coração de Maria juntamente com o celebrante Pe. Clairton Alexandrino.
          Antes de iniciar a Santa Missa, uma mãe entre tantas, presentes na imensidão da Catedral lotada de fiéis, foi escolhida para homenagear a Rainha de todas as mães. Mais tarde, disse esta mãe,
emocionada: - Eu perdi meus dois filhos e precisava muito desta consolação!




Joinville: Solene Coroação e Consagração a Nossa Senhora marcam os 101 anos das aparições



           O século XX foi o período das grandes invenções e dos grandes acontecimentos que marcaram a humanidade. Os homens inebriavam-se desde seus primórdios, com invenções que acreditavam acabar com todas as dificuldades, com todos os problemas e sofrimentos, e, por fim, entrariam em uma espécie de paraíso terrestre, sem Deus.
            Entretanto, o acontecimento mais importante do século XX não foi a travessia do oceano atlântico por um avião, fato este que o mundo estupefato aplaudiu com um gáudio jamais visto em qualquer era histórica, nem tantos inventos que revolucionaram os costumes, as modas, o convívio e o relacionamento dos povos, e nem sequer o homem ter chegado a lua. Enquanto os homens orgulhosamente ufanavam-se de si mesmos, de suas invenções, não eram estes os fatos mais importantes.

(clique sobre as fotos)

          O fato mais importante do século XX foi a aparição da Santíssima Mãe de Deus aqui nesta terra. Foi a própria Mãe de Deus que veio a todos como uma Mãe angustiada e aflita, querendo colocar todos no caminho de seu amantíssimo Filho.
         Em Fátima, Portugal, no dia 13 de maio de 1917, em um lugar tão humilde e secundário, a três pobres crianças Nossa Senhora revela mensagens e acontecimentos de uma grandeza e envergadura que ninguém poderia imaginar. O mundo propagava um pseudo paraíso sem a moral, sem mandamentos e sem Deus. Nossa Senhora nos mostra, ou melhor, nos aponta o Reino de seu Diletíssimo Filho, e nestas mensagens e pedidos de mudança de vida, Nossa Senhora termina com as palavras proféticas: Por fim o Meu Imaculado Coração Triunfará.
          Já no início de suas aparições, propriamente na segunda, Ela nos dá a Razão Celeste de sua vinda “Deus quer estabelecer no mundo a devoção ao meu Imaculado Coração, e aqueles que se dedicarem a isto terão um grande prêmio no céu…”.
          São Luiz Maria Grignion de Montfort, em seu Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem, não nos ensina outra coisa senão isto: Estabelecer no mundo a devoção ao Imaculado Coração de Maria.Ele nos demonstra que o centro de toda devoção é Nosso Senhor Jesus Cristo, e é para ele que devemos nos convergir. E ainda, que o caminho mais fácil, rápido, perfeito e seguro para chegar até Ele é através da Santíssima Virgem.



          Esta Mãe Celestial, que em Fátima pedia paz para o mundo, pedia a mudança de vida, e que todos se voltassem para seu Filho e se afastassem do pecado. Essa mesma Mãe trouxe consigo o remédio precioso e celestial, trouxe o elixir para revigorar todas as forças, trouxe, enfim, a solução para todos os problemas, as dificuldades e para todas as aflições e sofrimentos. Esse remédio dado pelo próprio Deus através das Mãos Puríssimas de Maria é o Santo Rosário. Nossa Senhora disse: Quereis ter paz no mundo, rezai o terço todos os dias”. 
          Nossa Senhora nos mostra o problema, fornece o remédio e nos promete a Vitória. E, acima de tudo, para aqueles que se dedicarem ao estabelecimento da devoção ao Imaculado Coração de Maria nesta terra, Nossa Senhora promete um grande prêmio no céu.


  
           É para isto que foram convidados todos os que se reuniram nesta solenidade, dia 13 de maio, na Catedral de Joinville, para se colocar misticamente no Sagrado Coração de Jesus pelas mãos de Maria, de modo a se tornar com Eles um só coração. Assim, possam todos servir a Igreja de Deus como bons obreiros, dedicados de corpo e alma à implantação do Reino de Cristo aqui nesta terra, para que se cumpram as palavras divinas ”Venha a nós o Vosso Reino…Seja feita a Vossa Vontade, assim na terra como no céu”. E que, desta maneira, possam todos contribuir para a mais bela das promessas deixada por Nossa Senhora a 101 anos atrás: Por fim o Meu Imaculado Coração Triunfará!

16 de maio de 2018

México: Comemoração de 13 de Maio e novos Cooperadores



          Na cidade do México, na Basílica de Guadalupe, comemorou-se solenemente o centésimo primeiro aniversário das aparições de Nossa Senhora de Fátima. 
         Os Arautos do Evangelho e seus Cooperadores tomaram parte ativa em todo o cerimonial de homenagem à Mãe de Deus.
          O evento teve início na Basílica Antiga de Guadalupe, entrando a Virgem em cortejo. Monsenhor Pedro Augustin Rivera (cônego insigne da nacional Basílica Santa Maria de Guadalupe) coroou a Imagem em nome de todos os fiéis.
          Houve adoração ao Santíssimo Sacramento, com a bênção solene para todos os participantes. O Santo Rosário foi rezado pelos numerosos devotos marianos ali presentes.
          Em seguida realizou-se a Consagração a Jesus pelas mãos de Maria, segundo o método de São Luiz Grignion de Montfort.
          Onze novos Cooperadores foram admitidos nas fileiras dos Arautos, recebendo então a conhecida túnica com a cruz de Santiago. 
          A chave de ouro das homenagens a Maria deu-se com uma concorrida procissão até a Basílica de Guadalupe, onde foi celebrada a Santa Missa presidida por Mons. Pedro Agustin Rivera. Estavam presentes mais de três mil fiéis.


 (clique sobre as fotos)






15 de maio de 2018

Homenagem a Nossa Senhora em capela dos Arautos


          
               No Oratório de Nossa Senhora de Fátima, localizado no Parque Petrópolis, na cidade de Mairiporã, realizou-se um Tríduo de homenagens à sua Padroeira, nos dias 11, 12 e 13 de maio.
              Na sexta-feira, 11, as irmãs dos Arautos do Evangelho promoveram uma belíssima e solene coroação de Nossa Senhora de Fátima.
          No sábado, 12, os Cooperadores de Nossa Senhora da Saúde, de São Paulo, ficaram encarregados da procissão, que extravasou-se da igreja e percorreu o centro comercial do Parque Petrópolis.  Surpreendeu a todos não só a organização, mas o afluxo dos paroquianos, a presença de uma brilhante fanfarra, a alegria de todos e sobretudo a procissão luminosa.


           Jovens acólitos, portanto a Cruz Processional, iam à frente, seguidos das "martinhas" e do primeiro grupo de cooperadores dos Arautos. A seguir três Sacerdotes revezavam-se nas orações e cânticos, seguidos pelos "anjos". O andor com a imagem de Nossa Senhora de Fátima foi portado pelas várias pessoas que constituíam um grupamento que o seguiam. A fanfarra, que animou a todos, estava composta por jovens aspirantes dos Arautos.  Eram seguidos por numeroso público e pelo segundo grupo dos Cooperadores.

 (clicar sobre as fotos)

     
          O ânimo e a alegria contagiou não só os participantes da procissão luminosa como os transeuntes e moradores do bairro. Houve até uma senhora que com seu celular transmitia tudo para sua irmã, que estava em... Milão, na Itália! Muitos outros tiravam fotos e gravavam. Nos bares e em outras dependências reinou um silêncio respeitoso e reverente.


          
          A procissão, ao retornar à igreja, com Cooperadores portando o andor, foi objeto de um caloroso aplauso. Bem junto ao presbitério e voltados para o público, os Cooperadores elevaram o andor, com  mais aplausos e vivas. Depois seguiu-se a Santa Missa, participada com fervor pelos fiéis presentes.


         
            As homenagens a Nossa Senhora prosseguiram no dia seguinte com uma Missa Solene, seguida de  um animadíssimo almoço  e calorosas conversas.

12 de maio de 2018

Mãe, um amor sem limites…


          Domingo, um dia agradável, suave e harmonioso, cujos alvores e tranquilidade já se fazem sentir no sábado à tarde. As famílias se reúnem, os amigos se encontram e até as inimizades se esvaem… Mas o que isso tem a ver com a comemoração que celebramos neste domingo?
          Não poderia haver um dia melhor para se se homenagear àquela a quem devemos tudo: nossa MÃE. Só de pronunciar a palavra mãe é toda uma doçura que vem ao coração. Uma palavra cheia de candura, de afeto e carinho.
          São tantos os aspectos que o perfil materno revela... São tantas as virtudes que uma mãe possui, que tornar-se-ia difícil aqui enumerá-las. O que dizer de sua beleza? Como compreender seu senso maternal? O que comentar da alegria que sente ao ver pela primeira vez seu filho recém-nascido? Só uma palavra pode resumir tudo isso: o seu Amor.
          Difícil é medir esse amor, para não dizer impossível. Ele supera tudo e tudo suporta. Para exprimir em uma frase: ser mãe é refletir o amor incondicional de Deus.
          Como é difícil falar do amor de mãe! Mas fica aqui uma breve história, que apesar de trágica, demonstra em todo o seu esplendor esse amor:
          Conta-se que em certa feita, um jovem que há pouco contraíra noivado, não hesitou em cometer um horrível ato de crueldade a pedido de sua noiva: entregar-lhe em suas mãos o coração de sua mãe. Ao chegar junto à sua progenitora – que de nada suspeitava – desferiu-lhe tremendo golpe que a prostrou por terra. Após ter aquele terno coração em suas mãos, só pensava em correr desvairado para junto de sua péssima parceira, e, não percebendo uma pedra no seu caminho, tropeçou e caiu. E eis que do fundo daquele coração materno envolvido em alguns tecidos, uma voz suave se fez ouvir: Meu filho, você se machucou?
          Oh, que amor extraordinário, realmente sem limites! Depois de todo aquele ato de crueldade, a mãe – já na outra vida – se preocupa ainda com uma simples queda de seu filho.
          Não poderíamos deixar passar este dia em branco, sem voltar nosso coração e nosso olhar para Aquela, que São Luís Maria Grignion de Montfort se refere da seguinte forma: ainda que se reunissem todos os amores de todas as mães – desde Eva, a primeira mãe, até a última mãe que haverá na face da terra – por um único filho; não daria o amor que Nossa Senhora tem por cada um.
          Sim, Maria Santíssima a mãe de todas as mães, a toda pura, a toda cheia de graça e amor, a que a justo título mereceu ser a mãe do nosso Deus! Que Ela cubra com seu manto virginal e proteja todas as mães do mundo, dando-lhes a verdadeira luz e discernimento para amarem ainda mais intimamente a seus filhos segundo o amor de Deus!



10 de maio de 2018

Ascensão: Cristo subiu aos Céus

                  
                  Os frutos da Ascensão nos beneficiam a cada instante, tal como a última bênção de Jesus aos Apóstolos, no Monte das Oliveiras, se prolonga através da História até cada um de nós.

                  Grandiosa cena e acontecimento inédito: Cristo "subiu ao Céu pelo seu próprio poder; primeiro pelo poder divino; segundo, pelo poder da alma glorificada que movia o corpo como queria".  
                  Os Apóstolos e discípulos já O haviam visto andar sobre as águas, entrar no Cenáculo a portas fechadas, escapar em meio à multidão, mas elevar-Se ao Céu ainda não. Eles não ignoravam para onde partia Nosso Senhor, já haviam ouvido dos lábios do próprio Mestre qual seria seu destino.
                  E com os Apóstolos devemos crer que, por sua Ascensão, Jesus "preparou-nos o caminho para subirmos ao Céu, de acordo com o que Ele mesmo disse: ‘Irei preparar-vos um lugar', e com as palavras do livro de Miquéias: ‘Subiu, diante deles, Aquele que abre o caminho'.
                  E porque Ele é a nossa cabeça, mister se faz que os membros vão para onde ela se dirigiu. Por isso diz o Evangelho de São João: ‘De tal sorte que lá onde Eu estiver também vós estejais.'"

Leia os comentários de Mons. João Scognamiglio Clá Dias a respeito desta Festa.
Acesse AQUI